pesquisar neste blog
posts recentes

#34, #35, #36 - agora é moda

#27, #28, #29, #30, #31, #32, #33,... não, são mesmo só estes

#25 e #26 – Working hard or hardly working?

#23 e #24- Modelos (ou ausência deles)

#22 - WebQDA Inativo

#21 - A pensar no tratamento de entrevistas

#17, #18, #19 e #20 - Fim das Transcrições

#14, #15 e #16 - Não há dois sem três

#12 e #13 - return 1

#11 - Empreendendo

arquivos

Maio 2015

Abril 2015

Março 2012

Fevereiro 2012

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011
Dia D(efesa)

 Hoje foi o dia D! D de defesa do projecto de PhD…


Depois de tanto tempo a trabalhar no projecto “Sapo Campus Escolas: aprendizagem, ensino e pessoas em rede” e já com algum distanciamento (de quase 1 mês) não foi fácil preparar a apresentação. Vejo estas apresentações como um momento de crescimento do projecto permitido por um olhar externo de um perito. E que perito!... O Doutor Paulo Dias é uma referência para todos os que andam por estas lides. Claro que também é um verdadeiro cavalheiro, acrescentando a gentileza, no trato e no discurso, a um conhecimento muito para lá… Acrescentar componentes como a inovação, comunidades versus redes, perspectivar o futuro, foram entre outros, aspectos que irão merecer uma reflexão da minha parte.

O projecto que apresentei não é verdadeiramente meu: é também pertença dos que mais de perto o acompanharam. Os meus orientadores (e às vezes desorientadores :) ), Luís Pedro e Carlos Santos, levam a criatividade a um expoente maior e nas discussões de ideias senti-me num epicentro de um furacão! A disponibilidade 24/24, a assertividade dos comentários, o rigor que, apesar de não o imporem sempre surgiu de forma natural e claro, o bom humor! Sempre foi, é, e estou certa que continuará a ser um enorme privilégio trabalhar com esta dupla poderosa.

Se o trabalho de investigação se pode tornar algo solitário, eu tenho a sorte de ter vários colegas com os quais sei que posso contar. As “minha meninas”, Susana Capitão e Sandra Vasconcelos, companheiras na parte curricular tornaram-se amigas para a vida.

E desta vez, decidiram mimar-me com presentes cheios de “private jokes”, que não resisto em partilhar. Em primeiro lugar, uma prenda que veio do frio: um telegrama de chocolate, devidamente acondicionado em gelo, a dizer “Parabéns”.

 

 

 

 

 

Bem sei que estamos na era digital, na sociedade da informação, no mundo das comunicações... Mas muito recentemente foi por telegrama (sim, é mesmo isso!) que recebi uma notificação vinda da Administração Pública.

Uma correcção: não foi um, mas sim DOIS telegramas com o mesmo teor (e estamos em tempos de poupança...)

E não é que elas decidiram brincar com isto?!!!

 

 

 

 

Mas as surpresas não se ficaram por aqui… Desde que me lembro tenho uma pequena dislexia que em certas situações se pode tornar embaraçosa, principalmente com nomes que de alguma forma sejam semelhantes. Ora, Sandra e Susana, não sendo muito semelhantes, troco-os desde o primeiro dia que trabalhamos. O mais simples foi, certa vez, começar a chamar SS, até porque, quem sempre me pôs na linha foram elas (e não o contrário, como às vezes poderia parecer). E pronto: eis a explicação da t-shirt que está na foto!

Muito, muito obrigado por tudo!

 

 

Gostei muito também das presenças serenas do Ricardo, da Marta e da Mónica.

A também “minha” Balula, companheira de outras jornadas que espero recuperar nesta caminhada. Posso sempre contar com um olhar de outro ângulo com um rigor irrepreensível e uma cumplicidade imensa.

 

Mas, o melhor mesmo, foram os momentos pós-apresentação, com o vento de Aveiro, numa conversa regada com cerveja!

Por fim, a família (Anabela, Octávio, Luís e André)… e aqui os silêncios falam mais alto…

 

Pronto! Agora é tempo de ir de férias... :)


tags: ,

publicado por fpais às 23:01

4

De carlossantos a 26 de Julho de 2011 às 21:52
O Sapo Campus Escolas é um projecto muito ambicioso. Muito mais do que o original Sapo Campus UA.
Pessoalmente, a maior dificuldade que sinto não é ao nível tecnológico, apesar de estarmos a construir uma plataforma de raiz com um potencial muito superior à versão original e envolvendo tecnologias muito distintas. A minha maior dificuldade é a falta de contacto com a realidade das Escolas e com um público que, aparte as questões familiares, me ultrapassa ao nível de dinâmicas e enquadramento legal.
Fazer tecnologia por si só não é o nosso objectivo enquanto investigadores. Acompanhar os resultados de um projecto tão ambicioso é uma tarefa muito grande e que exige uma grande capacidade de trabalho e planeamento.
Felizmente conseguimos encontrar alguém que reúne essa capacidade de trabalho com o conhecimento muito profundo das Escolas. Acho que o resultado só pode vir a ser muito bom :)
Parabéns, Fátima!


De linooliv-visit a 26 de Julho de 2011 às 22:12
Não encontro o botão "Gosto" :-)


De carlossantos a 26 de Julho de 2011 às 22:14
Obrigado :)
Mas podes fazer o gosto no post da Fátima que é merecido!


De fpais a 26 de Julho de 2011 às 22:39

OBG!


Comentar post

mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post